EXPLICAÇÕES TENDO COMO PRINCIPAL BASE, A BÍBLIA


   Cabala é um tratado filosófico-religioso hebraico, cujo conteúdo visa decifrar um sentido secreto da Bíblia, através de uma teoria e um simbolismo dos números e das letras. A cabala é a ciência do nome de Deus, a tradição oculta ou esotérica dos hebreus.

Cabala – Kabbalah – deriva de Kabbel, que significa “recebimento”, “aceitação”, acervo de normas, heranças espirituais, religiosas, filosóficas e sociais, recebidas pelos iniciados.

Existem dois tipos de cabala: a teórica, que estuda o mistério da Divindade, a criação espiritual e a renovação do mundo em sete dias; e a prática, que estuda as Clavículas de Salomão, o Tarô, os Talismãs etc.

A cabala prática, por sua própria natureza, só pode ser transmitida oralmente, de coração a coração, só podendo ser assimilada através de envolvimento individual, seguro e profundo.

Para a cabala, a letra é uma potência. O agrupamento das letras forma um nome, dando origem a um centro poderoso de energia.

D’us é representado pela letra Yod que é a décima letra do alfabeto hebraico (Yod=10). Se juntarmos ao 10, as grandezas 15, 21, 26, que são pela numerologia os valores dos grupos de letras da palavra Jehovah, teremos como resultado 72 (10 + 15 + 21 + 26=72).

Como os judeus ortodoxos não pronunciam o nome de Deus, os cabalistas desdobraram a palavra Jehovah através dos três versículos misteriosos do capítulo 14 do Êxodos e acrescentaram os nomes divinos IAH, EL, AEL, IEL; com esses desdobramentos e terminações deram nome aos 72 anjos. Cada anjo tem influência em cinco datas do nosso calendário, porque por ordem divina, cinco letras hebraicas se juntaram a cada anjo, portanto 72×5=360. Faltaram cinco dias (31/maio, 12/agosto, 24/outubro, 5/janeiro e 19/março) para completar os 365 que formam o ano; os cabalistas designaram então estas datas, aos anjos da humanidade. Os anjos estão reunidos em nove categorias cada uma liderada por um príncipe que governa oito anjos.

A palavra anjo vem do grego “ângelus” que quer dizer mensageiro. Para a cultura hebraica, o termo usado para descrever esses seres angelicais é “malaki”, que significa mensageiro ou emissário.

As menções mais antiga de anjos aparecem no Antigo Testamento, porém em todos os livros da Bíblia Sagrada eles são mencionados:

 


Existência dos anjos na Bíblia


II Crônicas, 18, 18;

Tobias 5, 5-12,22;

Daniel 7, 10;

Matheus 22, 30;

Hebreus 12, 22.

 


Hierarquia:


  • Gênesis 3, 24;
  • Israel 6, 2;
  • Efésios 1, 21;
  • Colossenses 1, 16;
  • I Pedro 3, 22;
  • I Tessalonicenses 4, 16;
  • São Judas 9.

 


Natureza e Mistérios:


  • Gênesis 16, 7-12; 18, 1-19 e 22; 21, 17; 22, 11; 24, 7; 28, 12; 31, 11; 32, 24; 48, 16;
  • Êxodos 3, 2; 13, 21; 14, 19; 23, 20; 33, 2;
  • Números 20, 16;
  • Jo 5, 4; 20, 12s;
  • Atos 1, 10; 5, 19; 6, 15; 7, 30; 8, 26; 10, 3; 11, 13; 12, 7-11 e 23; 23, 9; 27, 23;
  • Romanos 8, 38.

 


PRIMEIRA HIERARQUIA:


É formada pelos Santos Anjos que estão em íntimo contato com o CRIADOR. Dedicam-se a Amar, Adorar e Glorificar a DEUS numa constante e permanente frequência, em grau bem mais elevado que os outros Coros: Serafins, Querubins e Tronos.

 


SERAFINS:


O nome “seraph” deriva do hebreu e significa “queimar completamente”. Segundo o conceito hebraico, o Serafim não é apenas um ser que “queima”, mas “que se consome” no amor ao Sumo Bem, que é o nosso DEUS Altíssimo.

Na Sagrada Escritura os Santos Anjos Serafins aparecem somente uma única vez, na visão de Isaias: (Is 6,1-2) 1

METATRON – príncipe dos Serafins (do hebraico – rei dos Anjos)

O anjo Metatron, príncipe dos Serafins, governa globalmente todas as forças da criação em benefício dos habitantes da Terra. Representa o poder da abundância e a supremacia. Reúne nas mãos o esplendor das sete estrelas. Seu número é 314, o mesmo da divindade Shaddai.

 


QUERUBINS:


São considerados guardas e mensageiros dos Mistérios Divinos, com a missão especial de transmitir Sabedoria. No início da criação, foram colocados pelo CRIADOR para guardar o caminho da Árvore da Vida.(Gn 3,24) Na Sagrada Escritura o nome dos Santos Anjos Querubins é o mais citado, aparecendo cerca de 80 vezes nos diversos livros. São também os Querubins os seres misteriosos que Ezequiel descreve na visão que teve, no momento de sua vocação: (Ez 10,12) Quando Moisés recebeu as prescrições para a construção da Arca da Aliança, onde o SENHOR habitou, o trono Divino foi colocado entre dois Querubins: (Ex 25,8-9.18-19) Estas considerações atestam que os Querubins são conhecedores dos Mistérios Divinos.

RAZIEL – príncipe dos Querubins (do hebraico – segredo de Deus)

O Príncipe Raziel é o anjo dos mistérios. Reside em Chochmak, o império das idéias puras. É o príncipe do conhecimento e guardião da originalidade.

 


TRONOS:


Acolhem em si a Grandeza do CRIADOR e a transmitem aos Santos Anjos de graus inferiores. São chamados “Sedes Dei” (Sede de DEUS).

Em síntese, os Tronos são aqueles Santos Anjos que apresentam aos Coros inferiores, o esplendor da Divina Onipotência.

TSAPHKIEL – príncipe dos Tronos (do hebraico – anjo da noite)

Tsaphkiel (Uriel), Príncipe dos Tronos é associado com a Terra. Simboliza as forças criativas em ação. Ajuda-nos a contemplar o futuro

 


2° TRÍADE DE HIERARQUIA:


São os Santos Anjos que dirigem os Planos da Eterna Sabedoria, comunicando aqueles projetos aos Anjos da Terceira Hierarquia, que vigiam o comportamento da humanidade. Eles são responsáveis pelos acontecimentos no Universo. Esta Hierarquia é formada pelos seguintes Coros de Anjos: Dominações, Potestades e Virtudes.

 


DOMINAÇÕES:


São aqueles da alta nobreza celeste. Para caracteriza-los com ênfase, São Gregório escreveu: “Algumas fileiras do exército angélico chamam-se Dominações, porque os restantes lhe são submissos, ou seja, lhe são obedientes”.

São enviados por DEUS a missões mais relevantes e também, são incluídos entre os Santos Anjos que exercem a “função de Ministro de DEUS”.

 


POTESTADES:


É o Coro Angélico formado pelos Santos Anjos que transmitem aquilo que deve ser feito, cuidando de modo especial da “forma” ou “maneira” como devem ser feitas as coisas. Também são os Condutores da ordem sagrada. Pelo fato de transmitirem o poder que recebem de DEUS, são espíritos de alta concentração, alcançando um grau elevado de contemplação ao CRIADOR.

CAMAEL – príncipe da categoria Potências (do hebraico – auxílio e força de Deus)

Camael, Príncipe das Potências, interfere nas relações interpessoais e disciplinadoras. É o príncipe encarregado de receber as influências de Deus, para transmiti-las aos anjos desta categoria.

 


VIRTUDES:


As atribuições dos Santos Anjos deste Coro, são semelhantes aquelas dos Santos Anjos do Coro Potestades, porque também eles transmitem aquilo que deve ser feito pelos outros Anjos, mas sobretudo, auxiliam no sentido de que as coisas sejam realizadas de modo perfeito. Assim, eles também têm a missão de remover os obstáculos que querem interferir no perfeito cumprimento das ordens do CRIADOR. São considerados Anjos fortes e viris. Quem sofre de fraquezas físicas ou espirituais, deve invocar por meio de orações, o auxílio e a proteção de um Santo Anjo do Coro das Virtudes.

RAPHAEL – príncipe das Virtudes (do hebraico – rapha, curar)

Raphael é o Príncipe das Virtudes, auxiliador dos trabalhos de cura, porta um frasco dourado e bálsamo. Traz uma espada ou flecha afiada. Ele é a medicina de Deus. Raphael deverá remediar os males da humanidade..

Anjo representado com um bastão, é o conservador fiel dos segredos do Templo e intermediário do casamento legítimo

 


TERCEIRA HIERARQUIA:


É formada pelos Santos Anjos que executam as ordens do Altíssimo. Eles estão mais próximos de nós e conhecem a fundo a natureza de cada pessoa que devem assistir, a fim de poderem cumprir com exatidão a Vontade Divina: insinuando, avisando ou castigando, conforme o caso. Esta Hierarquia é formada pelos: Principados, Arcanjos e Anjos.

 


PRINCIPADOS:


Os Santos Anjos deste Coro são guias dos mensageiros Divinos. Não são enviados a missões modestas, ao contrário, são enviados a príncipes, reis, províncias, Dioceses, de conformidade com o honroso título de seu Coro.

No livro de Daniel são também apresentados como protetores de povos: (Dn 10,13)

Significa dizer, que são aqueles Anjos que levam as instruções e os avisos Divinos, ao conhecimento dos povos que lhe são confiados.

Porém, quando esses mesmos povos recusam aceitar as mensagens do SENHOR, os Principados transformam-se em Anjos Vingadores, e derramam as taças da ira Divina sobre eles, de forma a reconduzi-los através do castigo e da dor, de volta ao DEUS de Amor e Misericórdia que eles abandonaram propositalmente.

HANIEL – príncipe dos Principados (do hebraico – glória ou graça de Deus)

Haniel, Príncipe dos Principados, é invocado contra as forças do mal. Ajuda a resolver todos os problemas de amor. Era o mestre de David. Recebe as influências de Deus para transmiti-las às inteligências dos anjos desta categoria.

 


ARCANJOS:


A ordem tradicional dos Coros Angélicos coloca os “Arcanjos” entre os “Principados” e os “Anjos”. Pelas funções que desempenha, acreditamos que ele deve estar colocado no mais alto Coro dos Santos Anjos. Gabriel também é chamado de Arcanjo, e da mesma maneira que Miguel, através das páginas da Sagrada Escritura, vê-se que é conhecedor dos mais profundos Mistérios de DEUS, inclusive foi Gabriel quem Anunciou a MARIA que Ela estava cheia de graças e tinha sido escolhida pelo CRIADOR, para MÃE DE DEUS. Por outro lado, também Rafael é denominado pela Igreja como um Arcanjo. A respeito de Rafael, no Livro de Tobias, ele mesmo confirma que está diante de DEUS:

MIKAEL – príncipe dos Arcanjos (do hebraico – Mikha’El, quem é como Deus)

Mikael ou Miguel, é o Príncipe dos arcanjos. Seu nome é um grito de batalha, invocado para coragem, defesa forte e proteção divina. Miguel é armado de escudo e espada. É destruidor de ídolos. Disputou com Satã o corpo de Moisés. É o anjo que proclama a Unidade de Deus. Todo primeiro domingo de cada mês às 10:00 horas da manhã, o arcanjo Miguel está mais próximo de nós, na Terra.

 


ANJOS:


Os Santos Anjos recebem as ordens dos Coros superiores e as executam.

Outro aspecto que não pode ser esquecido, é o fato de que os Santos Anjos, guardadas as devidas proporções, estão mais perto da humanidade e por assim dizer, convivendo conosco e prestando um serviço silencioso mas de valor incomensurável à cada pessoa. O CRIADOR inspirou o escritor sagrado no Livro Êxodo, da Bíblia Sagrada: “Eis que envio um Anjo diante de ti, para que te guarde pelo caminho e te conduza ao lugar que tenho preparado para ti. Respeita a sua presença e observa a sua voz, e não lhe sejas rebelde, porque não perdoará a vossa transgressão, pois nele está o Meu Nome. Mas se escutares fielmente a sua voz e fizeres o que te disser, então serei inimigo dos teus inimigos e adversário dos teus adversários”. (Ex 23,20-22)

GABRIEL – príncipe dos Anjos (do hebraico – Gebher, mensageiro (contou à mãe de Jesus que seu ventre era bendito), Gabriel – A humanidade de Deus.)

O profeta Daniel, viu o príncipe caminhando sobre as águas celestes, que temperam os ardores da serpente ígnea. É o anjo da esperança. No Alcorão, ele aparece como o anjo de guarda do profeta Maomé.

 

FONT: A base dessa informação é a própria Bíblia com os textos citados. A informações de antigos magos e cabalistas com a sabedoria das idades que propagam os mistérios ocultos para a humanidade.

Print Friendly, PDF & Email